• (31) 3082-7662 ‎ | (31 97546-9673
  • contato@studiopowerpilates.com.br
  • Visit Us On FacebookVisit Us On Instagram

Uma alimentação saudável pode ser resumida em quatro palavras: variedade, moderação, equilíbrio e proporcionalidade. A alimentação saudável deixou de ser sinônimo de quantidade para se transformar em qualidade. Hoje, pode-se comer de tudo, porém de forma consciente. A escolha dos alimentos deve relacionar os benefícios que estes trazem à saúde com o prazer de comer. O alimento, além de saboroso, deve ser funcional, atuando de forma positiva e eficaz em seu corpo.

Atitudes nutricionalmente saudáveis
Pensando não só no AGORA, mas também no FUTURO, pequenas atitudes podem fazer a diferença. Mudanças simples de comportamento podem acarretar HOJE em melhora na qualidade de vida, elevação da auto-estima e maior disposição e rendimento em suas atividades. A LONGO PRAZO os resultados são ainda mais significativos; atitudes saudáveis podem prevenir doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade, hipertensão, possibilitando uma “melhor idade” mais tranqüila.
Dicas:
COMECE BEM O DIA – não deixe de tomar o café da manhã, pois esta refeição é fundamental para que o seu organismo esteja pronto para realizar as tarefas do dia, para que você tenha um melhor desempenho no trabalho ou nos estudos (a ingestão de alimentos pela manhã foi relacionada cientificamente com uma melhor eficiência da capacidade mental) e evita que você fique morrendo de fome e exagere quando for se alimentar ao longo do dia.
FRACIONE SUAS REFEIÇÕES – faça de 5 a 6 refeições por dia (3 refeições grandes e pequenos lanches entre elas). Dessa forma você aumenta o seu metabolismo, pois sempre que você se alimenta seu organismo gasta energia para fazer a digestão.
NÃO DEIXE PARA DEPOIS – pular refeições não é a melhor maneira de diminuir calorias para emagrecer. Ficar muito tempo sem comer confunde seu metabolismo, que poupa gordura e passa a utilizar a massa muscular como combustível, sem contar que você ainda pode acabar exagerando na próxima refeição.
ÁGUA, MUITA ÁGUA – hidrate-se sempre, mesmo antes de sentir sede, pois a sede é um sinal de que o organismo já está desidratado.
DÊ COR AO SEU PRATO – um prato colorido significa a presença de uma grande variedade de vitaminas e minerais, pois nenhum alimento contém todos os nutrientes que o corpo precisa. Através de uma alimentação variada você garante o perfeito funcionamento do organismo e evita carências nutricionais.
SEJA UMA PESSOA DE FIBRA – frutas, verduras, legumes e cereais integrais são alimentos ricos em fibras e por isso ajudam a regular o trânsito intestinal, proporcionam a sensação de saciedade e ainda auxiliam na redução do colesterol.
SE ENTREGUE AOS INTEGRAIS – os alimentos integrais são feitos à base de farinha integral que, por não passar pelo processo de refinação, preserva fibras, vitaminas e minerais. Então, prefira bolachas, pães, massas e tortas integrais e aumente a sua ingestão desses importantes nutrientes.
ASSIM OU ASSADO – prefira as preparações cozidas, grelhadas ou assadas às fritas que contém mais calorias e gorduras.
NÃO ENGORDE SEU PRATO – preferindo alimentos com teor reduzido de gordura e colesterol você controla melhor a sua ingestão calórica e ainda previne o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e doenças relacionadas à obesidade.
SINTA O SABOR DOS ALIMENTOS – experimente os alimentos antes de adicionar açúcar ou sal, você vai perceber que muitas vezes não é necessário incrementá-los ou que você pode reduzir bastante a quantidade. E, se está sobrando açúcar no fundo do copo é sinal de que você está exagerando, o que impede que você sinta o verdadeiro sabor dos alimentos e ainda torna sua alimentação mais calórica e menos nutritiva.
TEMPERE O SEU DIA-A-DIA – use temperos como manjericão, hortelã, orégano, sálvia, salsinha e diferentes tipos de pimentas para dar sabor aos alimentos. Assim, você pode reduzir a adição de sal e prevenir a retenção de líquidos e a hipertensão arterial.

MEXA-SE – pratique exercícios físicos, pois além de ajudar a manter o peso adequado, você ganha mais saúde e disposição.

Referências:
<http://www.recomendo.ntr.br>
BOGDONOFF, Morton D., LEVINE, Karen. Alimentos saudáveis, alimentos perigosos. Rio de Janeiro: Reader´s Digest, 1998.